27 de mar de 2011

A Ladygaguização da estética pop

Já fiz diversos posts falando de fofocas sobre Lady Gaga, assim como fiz de Britney e outros artistas. Mas realmente, independentemente do fato de eu não ser um fã, acho que há alguma coisa a mais em Lady Gaga. Não pretendo aqui falar emitir pareceres objetivos, até porquê não acredito que tenha capacidade para tanto, mas apenas expor algumas observações que sempre me vêm a cabeça quando eu escuto críticas sobre a cantora, aliás a crítica mais recorrente (que ela seria feia) concerne exatamente ao tema deste post.


No começo da carreira suas roupas e maquiagens sempre tentavam esconder seus pontos fracos e ressaltar seus pontos fortes. Assim, os óculos enormes e penteados que tiravam a atenção de seu rosto quase totalmente e as roupas chamativas e reveladoras viraram uma espécie de regra para a cantora.




Aos poucos, com seu crescente reconhecimento pelo meio musical, Grammys, recordes de acessos de seus clipes no Youtube, recordes de vendas pelo iTunes, etc., as coisas começaram a mudar: a cantora ganhou roupas ainda mais descobertas e o rosto, ainda que imperfeito, virou o centro de sua imagem. E a partir disto roupas, maquiagens, cenários, apliques corporais, tudo pareceu ganhar ares mais grotescos e inusitados.




E no meio de todo este trabalho existem coisas belas, embora não se encaixem exatamente naquilo que nós aprendemos durante toda nossa vida ser bonito. Neste ponto acho que Lady Gaga presta um serviço, ela ampliou o conceito de beleza ou ao menos diminui o que entendemos por não belo. Para isso é preciso coragem e talento (e uma equipe competente para lhe ajudar em todo este processo, afinal a Haus of Gaga é quase tão conhecida quanto a própria Gaga). Hoje, os artistas não parecem mais ter tanta vergonha de arriscar a parecerem feios, nem de usar ousar eu suas produções. Fato é que apenas depois desta relativização de certos conceitos estéticos Rihanna se arriscou nos clipes de "Rated R", Kesha apareceu com suas roupas rasgadas e cabelo sujo, Britney arriscou em dançarinos sem olhos no clipe de "Hold it against me" e Katy Perry apareceu completamente transformada no clipe de E.T.. (Tudo isto abaixo)





Talvez este venha a ser seu maior legado e daqui pra frente ela não tenha tanta preponderância quando se falar de artista pop. Talvez não, talvez ela consiga se reciclar e produzir novas mudanças, mantendo-se no topo ao longo dos anos, como Madonna faz. Isso só o tempo dirá. Mas verdade seja dita, enquanto tantas vem e vão sem deixar saudades Lady Gaga em pouco tempo já deixou sua marca no mundo do Pop.


Não sou muito fã de música pop, gosto de uma ou outra coisa. Porém não gosto de ver talento e ousadia não reconhecidos, detesto este expediente tão brasileiro de esperar alguém morrer pra depois admitir que o defunto realmente era importante. Ah, a próxima vez que falar sobre música serei totalmente tendencioso e parcial, pois tratarei de meus ídolos: Beatles!

2 comentários:

Jujuba disse...

Agora todo mundo vai na onda gaga, como foram na de madona e michael jackson. O problema é aguentar tudo isso.
Pra mim, é muito excessivo. E eu não aguento mais ver a gaga só de calcinha.
Vamos aos Beatles que eu amo, Yom. Estou esperando o post.

Yom disse...

Mas é exatamente o fato das pessoas seguirem a Gaga que faz dela uma artista especial. As pessoas só seguem quem presta. Vc reparou quem vc pareou com ela? Madonna e Michael, os dois maiores nomes da música pop. O centro da questão pra mim é este, ela é excepcionalmente boa, então porque as pessoas insistem em falar mal? Entende?
Ah, e olha meu primeiro post sobre os beatles! : ) love'em!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...