1 de abr de 2011

Peugeot 408

O Peugeot 408 chega ao Brasil com uma dupla função: substituir o 307 sedan e 407, ambos fracassos de vendas, mas por motivos diferentes. O Peugeot 307 sedan era um carro lindo...de frente! A traseira pavorosa sempre causou certa repulsa no consumidor, algo plenamente compreensível, afinal quem está prestes a desembolsar quase R$ 60.000,00 num carro espera que ele ao menos não seja feio. O 407, embora dono de um design muito bom, pecava pelo preço, um pouco alto, e por estar em um filão pouco consumido no Brasil à época de seu lançamento: o de sedans de grande porte. Foi necessário que o Ford Fusion, o Chevrolet Vectra e o Citröen C4 Pallas tornassem este nicho mais popular e rentável. Dito isto, acredito que a Peugeot acertou em cheio com o novo carro.



O carro é um sedan médio. Se comparado ao 307 tem cerca de 20 centímetros a mais de comprimento, e 10 centímetros a mais de entre eixos, além de 5 centímetros a mais de largura. Estes ganhos refletem-se no tamanho da cabine e do porta-malas, tornando o carro mais cômodo e prático. Dentro de sua categoria é um dos maiores carros. O design é bonito e harmônico, remetendo muito mais ao belo 407 que ao semi-belo 307 sedan. Na frente adotou-se o novo logotipo da marca onde o leão é aplicado diretamente à lataria, mantendo-se o bordo apenas nas suas laterais e na parte inferior. Os faróis seguem o estilo “olho de gato” – características da Peugeot desde o lançamento do 206 – com quatro canhões agrupados sob a cúpula translúcida. Como é de costume, a grade é baixa, ampla e remete a um “sorrisão”, destacando-se os bem colocados faróis de neblina verticais. Visto da lateral a linha de cintura ascendente e o pára-brisa avançando sobre o capô conferem ao carro um ar mais esportivo, mais ou menos como a Honda fez com o Civic. A traseira, embora bonita, é a parte menos empolgante. Trata-se, basicamente, da traseira do 407 com novas lanternas, que lembram muitíssimo as lanternas do 307 coupé.



O 408 chegará em três versões:Allure, R$ 59.500,00; Feline, R$ 74.900,00; e Griffe, R$ 79.900,00. A motorização será a mesma do 307, um bom motor 2.0 flex (151 cv), acompanhada do mesmo câmbio de 4 marchas hiper criticado por toda a mídia especializada. A Peugeot promete uma nova motorização 1.6 THP de 156 cv, acompanhada por um câmbio de 6 marchas (ou seja, vão importar motor e câmbio do ótimo 3008). Como se vê, pelo preço da versão de entrada, é clara a intenção de disputar mercado com os líderes incontestes do segmento, Civic e Corolla. O carro chega importado da Argentina.



A Peugeot está corrigindo seus erros do passado e pavimentando o caminho de seu próprio crescimento. O 408 é prova disto e deve movimentar ainda mais o já disputado segmento dos sedans médios. Não há garantias de que ele venha a ameaçar a liderança estabelecida há décadas, mas ele tem virtudes de sobejo para tomar uma boa fatia dos consumidores de seu nicho.

2 comentários:

Jujuba disse...

Égua, sou paxonada pelo Ford Fusion. Eta carro grande!
Mas esse aí é chique, beeemm!!

Yom disse...

Nossa, tem um 407 aqui no prédio que toda vez que passo por ele no estacionamento fico babando...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...