12 de jan de 2013

Lembrei


Lendo  essa notícia aqui, lembrei do livro do Jô Soares, O Homem que Matou Getúlio Vargas, pois o caso é parecido. Leam o trechinho:

"No dia seguinte, ao sair do refeitório, Dimitrí aproxima-se de Maturin: ; - - :
— Consegui o dinheiro para a fuga. Só receio que resolvam me revistar.
— Não te preocupes. Na ilha do Diabo aprendi uma maneira de esconder as coisas que passa por qualquer revista — garante Maturin.
— Qual? - - - -.:
—Já te mostro. Vem comigo.
Henri leva Dimitri para os banheiros e pede que ele vigie a entrada. Depois, abaixando as calças e  agachando-se junto à parede, começa a contorcer-se como se fosse evacuar. De súbito, um tubo de bambu polido com aproximadamente quinze centímetros de comprimento por três de diâmetro emerge de seu ânus.
Divide-se em duas partes rosqueadas no meio. Girando as extremidades, Maturin abre o inusitado  esconderijo.
Do interior do tubo ele retira uma fina corrente de ouro com uma figa e quatro fotografias enroladas de sua mãe.
— É o meu cofrinho.
Dimitri contempla o cilindro ameaçador. Henri segue explicando:
— Preparei um igualzinho pra ti. Deves enfiá-lo bem dentro, até o cólon, no intestino grosso. Basta respirar
fundo que ele sobe direto. Mesmo que te ponham nu, de pernas abertas, não há como descobri-lo.
Após uma longa pausa. Dimo se dirige ao companheiro:
— Pensando bem, acho que vou ficar por aqui mesmo. Afinal, a Colônia não é tão ruim assim. A comida é sofrível, mas a vista é bonita, o ar é puro e eu preciso cuidar das minhas baratas."


Podem ler o livro aqui.

Muito engraçado! 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...