11 de out de 2011

O Elo Perdido

Com essa hitória de colocar no perfil do Facebook uma imagem de desenho da sua infância, lembrei da série O Elo Perdido.
Fiquei pensando, pensando no que assistia na minha infância e, tirando Pica Pau, Tom e Jerry, Manda Chuva, Zé Colmeia, Corrida Maluca e outros, que muita gente conhece mesmo hoje, concluí que O Elo Perdido foi mais marcante pra mim e é desconhecido hoje em dia.
Coloquei a foto do Tchaca no Face e ninguém sabia quem era.
A série:


A história:


Durante uma exploração o guarda florestal Rick Marshall e seus dois filhos, Will e Holly, resolvem descer um rio de barco. Só que eles foram parar no meio de um terremoto que abriu um portal do tempo e acabaram caindo em outro mundo, no meio de uma floresta, numa época pré-histórica cheia de dinossauros e enigmas a serem resolvidos. Rick e seus filhos foram obrigados a aprender como viver e, principalmente, como continuarem vivos naquele lugar.


Além dos animais pré-históricos os Marshals encontraram uma raça de seres, meio homem meio macaco, denominada Pakuni e um deles, chamado Cha-ka, tornou-se amigo da família e os ajudou a compreender aquele mundo. Mas os Marshals tiveram que enfrentar os Sleestaks, nativos verdes com aparência de lagartos, que ao contrário dos Pakunis, não queriam nenhum tipo de amizade com os forasteiros. A única maneira de afastar os Pakunis era com luz e fogo já que eles tinham medo disso.


Algum tempo depois Rick descobriu que um homem chamado Enik também morava naquele mundo, e que o "Elo Perdido" era na verdade o passado de seu povo, que foi se transformando através dos tempos em selvagens. Ele foi parar naquele local na tentativa de voltar no tempo para alertar seu povo do que estava para acontecer com eles. Só que o "Elo Perdido" era um lugar fechado, e para alguém sair, outro tinha que entrar. A maneira de retornar para casa era criando um portal, dentro da pirâmide dourada chamada "Pylon". Com a ajuda de Erin ele tentou achar a combinação certa que fizesse com que ele voltasse para sua época, mas ao retornar para casa acabou trazendo seu irmão Jack para o "Elo Perdido" em seu lugar. Jack ficou no Elo, cuidando de seus sobrinhos Will e Holly.

Todo mundo era louco pela série. Era diferente, tinha efeitos especiais e muito suspense. Os Sleestaks davam medo mesmo.
A Holy era linda e fofa e o Will era o maior gatinho.
Puxa, bem que podia passar de novo em algum canal.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...