27 de jul de 2011

CNH

Já contei para vocês, estou em processo de habilitação para ter a minha carteira nacional de habilitação. É mesmo um processo. Vou contar tudo, pois a Tânia pediu.
Comecei em maio, ou seja, fui á autoescola Foca, que fica pertinho do meu trabalho e desembolsei setecentos reais para tirar a carteira da categoria B (automóvel até 3.500 ton e 8 passageiros). Esse valor incluiu tudo, menos a prova de legislação. Assim, já estava pago os exames médicos e pesicotécnico, o curso teórico, as aulas práticas, o carro pro exame e sei lá mais o que.
A moça da autoescola marcou o exame médico (tirando e pagando o boleto) que eu fiz ainda em maio.
É um exame besta, de vista, de equilíbrio, de forcinha nas mãos... Tranquilo.
Com a aprovação no exame médico eu marquei o psicotécnico para início de junho. A gente fica lá umas horas fazendo um monte de teste. É tudo fácil, basta prestar atenção nas explicações e fazer com calma. Quem foi nomeado em cargo público já fez. Tranquilo.
Gente, tem que levar toda vez o boleto, CPF, RG, comprovante de residência, originais e cópias. Nem sei quantas cópias de tudo isso tive que tirar.
Aí eu comecei a fazer o curso teórico. São 30 horas em duas semanas. Tem que estudar legislação do trânsito, direção defensiva, primeiros socorros, mecânica básica, meio ambiente e cidadania.
A gente aprende coisas muito interessantes. Uma delas é que os motoristas fazem tudo ao contrário do que a legislação determina.
Fiz um teste (igual ao que ainda iria fazer no Detran) no fim do curso. Tem que acertar 70%, mas eu acertei tudinho e recebi meu certificado.
Com esse certificado e os documentos e o boleto do exame médico (e as cópias), fui passar uma manhã inteirinha no Detran só para tirar o boleto para fazer a prova de legislação, bem no comecinho de julho.
Gastei outra manhã para fazer a bendita prova. Fiz rapidola em 10 minutos e errei só uma das trinta questões. Vejam só, acertei todas as mais difíceis sobre as infrações e as penalidades eu fui errar uma de meio ambiente que falava sobre o paisagismo na via... Mas também isso nem tinha na apostila! Dane-se!
Recebi a permissão para fazer as aulas práticas e fui direto para a autoescola marcar as aulas. Só tinha vaga a partir do dia 19 de julho. Estou fazendo três por dia, pois volto a trabalhar em agosto e não vou ter tempo.
Então as aulas práticas... O professor me colocou de primeira numa rua de mão dupla, cheia de lombadas, buracos, ciclistas, pedestres, uma confusão.
Dirigir é difícil. Só a prática te dá segurança. Mas estou indo bem, pois não fico nervosa. Não sei se com as 20 horas de aulas práticas que paguei vou conseguir fazer a prova prática.
Só vou fazer quando estiver segura para passar. Espero terminar agosto com a minha provisória.
Só digo que dirigir é tãããããooo boooommmm!
Eu quero um carro só pra mim agora!

4 comentários:

Tânia M. Ribeiro disse...

Eras, tu errou só uma?? tá é bom,
eu errei 4 quando fiz.
Agora isso de no 1° dia, colocar aluno em via de fato, eu acho errado, comigo não foi assim, porque isso traumatiza a pessoa, já pensou, tu nunca dirigiu e ele te joga na Augusto montenegro, TU MORRE do coração. UAHAUHAA

Jujuba disse...

Como eu moro em Ananindeua, ele disse que eu tenho que aprender onde vou andar mesmo, pra acostumar com a confusçao toda...
Tu já tiraste a tua? Conseguiu fazer a prova prática direitinho? E a baliza? Terminei as vinte horas da autoescola e estou muito longe de conseguir fazer a prova. Vou fazer mais aulas até conseguir fazer o percurso perfeitamente. Agora, nem te conto, eu e o meu marido financiamos um carro de ricah, com câmbio automático. Não vou poder comprar mais nada nesses três anos, mas meu carro é lindo, vermelho. Agora tenho medo de bater o lindo!

Jujuba disse...

E a rua é pior que a Augusto Montenegro! Estreitinha, mão dupla, sem sinalização, ciclistas, pedestres, buracos, lombadas...

Tânia M. Ribeiro disse...

UHAUAHAAU, se meu instrutor tivesse feito isso comigo nos primeiros dias, eu tinha batido o carro, certeza. AHAUAH. Só depois ele me colocou nas ruas com movimento. Eu fiz mais 4 aulas, extras, deixei pra fazer no dia do exame.
Eu já fiz sim, a baliza acertei de primeira, e o percusso do detran já tinha treinado, sabia aonde estavam as paradas obrigatórias e foi fácil.
Só uma vez que o carro morreu, no meio da prova, mas não foi suficiente pra reprovação. Agora melhor coisa mesmo é carro automatico, é muito chato esse negocio de embreagem. Aff
Agora só falta comprar o carro. UAHAUAH

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...